VAI ACEITAR?

Sem convites para TV, Regina Duarte pode disputar eleições no Rio de Janeiro

A informação foi confirmada por algumas pessoas próximas à atriz

Bruno Pinto
Repórter do EM OFF

Regina Duarte, um dos maiores nomes da teledramaturgia brasileira, se tornou sinônimo de polêmica nos últimos anos. Sem fazer questão alguma de esconder toda a sua admiração por Jair Bolsonaro, a atriz continua levado a política a sério e, provando não ter papas na língua, continua dando o que falar para defender ex-presidente.

Em meio aos burburinhos em torno de seu nome, Regina Duarte não recebeu mais convites e seu retorno às telinhas é algo cada vez mais difícil. Sendo assim, longe da televisão, a mãe de Gabriela Duarte está prestes a dar um novo rumo em sua vida profissional e a política é o caminho que a atriz de 76 anos pode seguir.

Segundo informações divulgadas pelo portal NaTelinha, o PRTB está trabalhando com a possibilidade de lançar Regina Duarte como candidata a prefeita do Rio de Janeiro. Porém, para não “assustar” a atriz, o partido tem usado pessoas próximas na tentativa de convencê-la a aceitar o convite para participar da eleições que irão ocorrer no ano que vem.

NOVO RUMO?

A informação foi confirmada por uma fonte ouvida pelo site, que contou ainda detalhes das conversas que vêm acontecendo nos bastidores. Além de sua candidatura ter sido elogiada por alguns membros do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro, o resultado de uma pesquisa aponta que a atriz tem potencial para conquistar votos importantes.

A ideia é que a resposta da atriz seja anunciada ainda neste ano. No entanto, a missão do partido será bem mais complicada do que se imagina. Isso porque, por meio de algumas pessoas, Regina Duarte teria se antecipado e dito que, no momento, não tem planos de seguir na carreira política. Vale ressaltar que a família de Regina não enxerga tal convite com bons olhos.

Ainda de acordo com o portal, Carla Zambelli, do PL, não perdeu tempo e já tentou conversar com Regina Duarte. Porém, a atriz vem demonstrando certo desinteresse na política. Além disso, o fator “medo” está pesando bastante na decisão da artista, que teme se tornar um verdadeiro fracasso nas próximas eleições.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você está ciente dessa funcionalidade. Consulte nossa Política de Privacidade.