ESTREIA DIA 21

Filho de Faustão se empolga com novo programa e promete brigar pela audiência

João Guilherme Silva contou mais detalhes da atração e falou em medo ao comentar a pressão pelos números no Ibope

Bruno Pinto
Repórter do EM OFF

No próximo sábado (21), João Guilherme Silva voltará às telinhas, desta vez com uma atração para chamar de sua. Entusiasmado com a estreia, o filho de Fausto Silva abriu o jogo ao falar sobre a expectativa para o “Programa do João” e também a respeito da tão temida pressão pelos números no Ibope.

“Não tenho medo de não dar certo. Audiência, por exemplo, é algo construído. Cada décimo que eu conquistar será uma vitória. Não tenho a pressão do Luciano [Huck], do Marcos Mion, ou da Eliana. É claro que vou brigar por audiência, mas sou um cara novo que está chegando, e isso me dá tranquilidade”, disse o apresentador em entrevista divulgada pelo UOL.

João Guilherme Silva destacou algumas pessoas com quem vai trabalhar, profissionais de confiança de Faustão. “Mas essa era a maior herança que meu pai poderia deixar, né? Essa turma toda veio com ele na Band. São feras que me tratam com muito carinho e que acreditam no meu trabalho. Estamos compondo um time muito forte”.

FALOU TUDO

Em seguida, o contratado da Bandeirantes falou sobre a função do mascote de seu programa. “Quem faz o Cachorrão é uma pessoa engraçada, até porque não sou um cara do humor, sou mais sério e calmo. Aí venho com esse cachorrão para trazer a parte divertida. No piloto que gravamos a galera adorou, a plateia se divertiu muito com ele”, continuou.

João Guilherme Silva revelou ainda detalhes de um dos quadros que promete chamar a atenção dos telespectadores. De acordo com o comunicador, será aberta uma disputa para encontrar a sua assistente de palco. “Uma mulher, de qualquer idade, que vai me ajudar. Só tinha homens no palco e decidimos fazer esse concurso. Mulheres do Brasil todo poderão se inscrever”, contou.

Por fim, o filho de Fausto Silva disse tudo o que o público pode esperar do “Programa do João”: “Eu digo que é um programa sem regras. Faço questão de interagir muito com a plateia, e gostamos muito do improviso também. Não é apenas mais um programa de auditório, é com auditório. Todo mundo participa”, concluiu.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você está ciente dessa funcionalidade. Consulte nossa Política de Privacidade.