Aposentadoria?

Faustão teria recusado proposta milionária para retornar à TV

Apresentador teria recusado proposta de R$5 milhões na emissora de Edir Macedo

Lucas Cardoso
Repórter do EM OFF

Faustão parece estar decidido e empenhado em se manter fora das telinhas por tempo inderterminado. Desta vez, o ex-contratado da Band teria recusado uma proposta milionária feita pela emissora de Edir Macedo, Record TV. Desde que deixou o comando do Faustão na Band, seu filho, João Silva, é quem tem apresentado atração nas noites da Band.

De acordo com o jornalista Alessandro Lo-Bianco, colunista do programa A Tarde É Sua, apresentado por Sonia Abrão, o ex-apresentador global teria recusado o valor de R$5 milhões para comandar um programa na Record TV. O intuito da emissora, inclusive, seria fazer o apresentador bater de frente com o seu antigo programa, que atualmente é comandado por Luciano Huck, Domingão com Huck, aos domingos.

Ainda de acordo com Lo-Bianco, Faustão teria entrado em contato com a Record TV para cancelar, de última hora, uma reunião que ele teria com a alta cúpula da emissora, onde decidiria seus próximos passos. Segundo fontes próximas ao apresentador, Fausto Silva não está mais disposto a trabalhar na TV aberta.

Tal pai, tal filho

Desde que saiu da Band, Faustão deixou o comando de seu programa nas mãos de seu filho, João Guilherme Silva, 19. Apesar de jovem, o rapaz mostrou que herdou todo o dom e técnica da comunicação de seu pai. Em entrevista recente e exclusiva à Quem, João deu mais detalhes dos bastidores da saída de seu pai da emissora.

Não esperava (a saída do meu pai). Foi de repente! A bola chega para o atacante e nunca chega perfeita. Às vezes vai para o buraco, sobe, desce… Mas fiquei feliz. Estou muito honrado de ter essa oportunidade. Sei do privilégio. Sou muito grato e meu objetivo até aonde eu continuar aqui é entregar felicidade”, declarou o jovem.

João Guilherme também comentou como foi crescer tendo um dos principais comunicadores do país como pai. Segundo ele, a admiração do público por Faustão nas ruas, refletiu diretamente – e positivamente – na forma como enxerga o pai. “As pessoas sempre se sentiam da família do meu pai, que por trinta anos esteve todos os domingos nas casas das pessoas por meio dos televisores”, iniciou ele.

“Imagina você criança vendo seu pai sendo parado nas ruas por pessoas que você não conhecia, que queriam tirar uma foto com ele. Era comum pararem a gente no shopping para darem esse carinho. Já beliscaram muito a minha bochecha (risos). Sempre achei isso muto legal, me fazia admirar ainda mais o meu pai. Esse público me recebeu com um carinho muito grande”, declarou.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você está ciente dessa funcionalidade. Consulte nossa Política de Privacidade.