Revoltado

Suposto ex-namorado de Gugu Liberato rasga o verbo sobre decisão judicial

Thiago criticou a decisão do juiz que negou seu pedido de união estável com o apresentador

Vitor Silva
Repórter do EM OFF

O influenciador digital e chef de cozinha Thiago Salvático resolveu comentar sobre a decisão judicial que ganhou destaque na mídia nos últimos dias, gerando polêmica na web. Acontece que o empresário tenta há alguns anos reconhecer sua união estável com o apresentador Gugu Liberato, que morreu aos 60 anos em novembro de 2019, vítima de um acidente doméstico em Orlando, nos Estados Unidos.

Reagindo a notícia da perda da ação, que foi publicada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, Thiago resolveu soltar o verbo, dizendo sobre a decisão em entrevista para revista Quem. “O juiz usou como base a ‘família tradicional brasileira’. Aquela união estável mulher e homem, que pode ser pública, sem qualquer julgamento do entorno, sem sofrer preconceito, xingamentos. Em uniões homoafetivas, muitas vezes, essa publicidade é relativizada e reconhecida pelos Tribunais tanto é que confio na reversão dessa decisão”, iniciou o galã.

O influencer ainda comentou que reuniu diversas provas concretas sobre a relação com o comunicador, mas mesmo assim seu pedido foi negado. “No processo foram juntadas centenas de mensagens, fotos, provas de nossas viagens juntos, provas da nossa conta investimento conjunta, provas de que eu tinha senhas de cartões até do Instagram. Hoje ter acesso a uma rede social de uma das maiores figuras da TV, é algo muito mais relevante e mostra o quanto eu estava presente na vida dele, pois ninguém além de nós dois tinha a senha”.

Afirmando que tinha uma união estável com o veterano, Salvático ainda explicou dos porquês que nunca assumiram nada publicamente enquanto Gugu estava vivo. “Tanto para mim, quanto para o Gugu nós tínhamos uma união estável. Nós dois considerávamos como tal, nos moldes que nos eram possíveis. Era um relacionamento desconhecido do grande público por essas razões, mas de conhecimento das pessoas do círculo dele”, pontou.

Por fim, o chef de cozinha de 33 anos voltou a criticar a decisão judicial, alegando que seus direitos não foram atendidos por se tratar de uma relação entre dois homens, além de afirmar que tenha havido homofobia por parte do juiz. “Certamente não teria sido dada se fosse um caso heterossexual. Então, acredito que tenha havido homofobia, mesmo em 2023. A união estável só terminou com o falecimento dele”.

“Estivemos juntos por 8 anos. Compartilhávamos tudo, questões de vida, rotina, trabalho e familiares (filhos) diariamente. Quando não estávamos juntos nos comunicávamos por mensagens e ligações diárias”, finalizou o galã. Vale lembrar que Thiago pode recorrer a decisão final, e pontuou que está confiando da reversão do caso que corre em segredo de Justiça.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você está ciente dessa funcionalidade. Consulte nossa Política de Privacidade.