Polêmica!

Manoel Soares pede para comunidade LGBT+ apoiar Renan Bolsonaro

O apresentador se manifestou e expos pensamento de que a comunidade LGBT poderia apoiar o filho do ex-presidente

Karen Bandeira
Repórter do EM OFF

Durante a noite dessa terça-feira (10), o apresentador Manoel Soares fez uma publicação, em suas redes sociais, que deu o que falar. O jornalista declarou que a comunidade LGBTQIAP+ deveria dar um jeito de apoiar o filho 04 do ex-presidente, Renan Bolsonaro, diante de tantas revelações que têm saído a seu respeito. O posicionamento do ativista chamou bastante a atenção do público.

“O desafio da comunidade LGBT agora é encontrar forças para defender Renan Bolsonaro, que como muitos homoafetivos, deve ter sofrido com a homofobia do pai”, escreveu Manoel Soares em seu perfil do Twitter. A postagem do apresentador dividiu a opinião dos internautas. “Eu sinto pena dele, de verdade”, escreveu um seguidor.

Ao passo que muitos tiveram um posicionamento bem diferente. “Engraçado que ‘dar um coro quando o filho fica gayzinho’ só vale para os filhos dos outros né”, publicou usuário do microblog. “Não condenamos ele, o que condenamos é a hipocrisia de uma família que esteve na presidência do Brasil e ganhou as eleições pregando ódio aos LGBTs. Bolsonaro empoderou os preconceituosos!”, apontou internauta.

“Sim, quando ele sair do armário o que ainda não aconteceu”, respondeu outro seguidor do ativista. “Ser gay será o menor dos problemas dele. Ainda tem que responder por corrupção ativa e passiva, estelionato, falsificação de documentos, tráfico de influência e lavagem de dinheiro. Com certeza será preso”, pontuou usuário do Twitter, se referindo às investigações sobre Renan Bolsonaro.

O que acontece é que recentemente Diego Pupe, ex-assessor de Jair Renan Bolsonaro, veio a público expor que viveu um relacionamento com o filho 04 do ex-presidente. Apesar de ter sido desmentido pelo suposto ex-namorado, Pupe segue revelando detalhes de situações que viveu com Renan. Até mesmo conversas foram expostas, nas quais o filho de Bolsonaro demonstra ciúmes de Diego.

De acordo com Pupe, o título de ex-assessor era de fachada, para que ninguém desconfiasse do que havia, de fato, entre os dois. Considerando que os dois estavam sempre juntos, inclusive em viagens. O jovem ainda revelou que morou por cerca de um ano na casa de Renan Bolsonaro e que viviam mesmo como um casal, mas ninguém sabia da relação.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você está ciente dessa funcionalidade. Consulte nossa Política de Privacidade.