Deprimente

Ludmilla relata racismo sofrido por causa de fãs

A cantora afirmou que não tem motivos para comemorar o Dia da Consciência Negra

Lara Santana
Repórter do EM OFF

Nesta segunda-feira (20), a cantora Ludmilla usou suas redes sociais para falar sobre o racismo que vem sofrendo no X, antigo Twitter. Os fãs da Rainha da Favela têm atribuído os ataques aos fãs da cantora mexicana Kenia Os, pois eles teriam começado coincidentemente logo após as duas terem parado de seguir no Instagram.

Na data marcada como o feriado do Dia da Consciência Negra, a cantora resolveu compartilhar com seus seguidores os comentários que vem recebendo os haters. “Mais um dia da Consciência Negra no Brasil, mais um ano em que, na teoria, o mês de novembro faz com que o mundo nos olhe e ouça mais”, introduziu Ludmilla.

“Acontece que, na prática, veio à tona, nos últimos dias, um recorte do racismo que sofro em minha rotina, principalmente depois que me tornei artista”, continuou ela. Em seguida, a intérprete de “Sintomas de Prazer” resolveu nomear o que vem sofrendo: “Um ódio gratuito jogado em mim por perfis racistas “vestidos” de fãs, que nem de longe lembram o público que gosta de música de verdade”, escreveu ela.

Ludmilla então afirmou que já está cuidando para que os responsáveis pelos ataques racistas sejam responsabilizados juridicamente. “Minha equipe jurídica já está em ação para identificar os responsáveis por esta enxurrada de ataques, assim como a equipe da plataforma, que já foi acionada e já excluiu os posts denunciados”, explicou a cantora.

A carioca terminou o texto afirmando que não deixaria o episódio passar e que, mais uma vez, não tem o que celebrar neste Dia da Consciência Negra. “Não dá mais para eu ter que responder por algo que fizeram comigo. Quem tem que falar ou mostrar a cara é quem faz isso, assim, impunimente. Exausta é pouco, mas não vou recuar – continuarei existindo e brilhando, doa a quem doer – e mais uma vez deixo aqui registrado: não há o que celebrar no dia 20 de novembro. Vocês não vão me parar, seus filhos da p*ta”, finalizou ela.

Ludmilla mostrou os comentários racistas

Nos stories de seu Instagram, a cantora compartilhou alguns prints dos comentários racistas que vem recebendo. Em um deles, por exemplo, é uma montagem de uma playlist do Spotify, que leva o nome “This Is Ludmilla”, mas ao invés da foto da cantora, tem a imagem de um gorila. Em um outro comentário, um internauta escreveu: “Negra asqu*rosa”.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você está ciente dessa funcionalidade. Consulte nossa Política de Privacidade.