Bastidores

Relembre as maiores polêmicas de todas as edições do Rock in Rio

Ataques de estrelismo, pedidos inusitados e muita história de bastidores

Cíntia Lima
Colunista do EM OFF

 Desde 1985, quando aconteceu o primeiro Rock in Rio, já se passaram 37 anos e estamos na vigésima segunda edição. Muita coisa boa, shows inesquecíveis e muitas polêmicas também. Artistas que desistiram do show em cima da hora, pedidos inusitados e ataques de estrelismo. 

A estreia do evento em 1985 foi marcada pela inesquecível apresentação da banda Queen, mas para quem não sabe, Fredie Mercury causou nos bastidores. O cantor não queria ninguém no corredor dos camarins quando ele fosse passar. O local do tinha artistas e técnicos, mesmo assim, o astro internacional deu cinco minutos para o produtor limpar a área. Assim que passou no corredor vazio, ouviu-se um coro de “bicha, bicha, bicha”, pois as pessoas ficaram furiosas com essa postura. Ao perguntar o que tinham gritado, o produtor teve que mentir. 

Em 1991, foi a vez do cantor Prince, que surpreendeu com duas exigências. A primeira era de que ninguém poderia olhar na sua direção, pois o cantor estaria usando bobes no cabelo. Assustador, né? E a segunda exigência, deixou um produtor maluco. De última hora, Prince exigiu 200 tolhas brancas e o rapaz precisou passar por inúmeros motéis e pedir as toalhas emprestadas. 

No mesmo ano, o Guns N’ Roses veio para o Rock in Rio como uma das atrações principais. Foi o dia com mais ingressos vendidos e o Maracanã estava lotado de roqueiros. Minutos antes da banda ir para o show, ela descobriu que uma rádio transmitiria o show. O caos se instaurou e o Guns ameaçou não subir ao palco. A situação foi tensa que o aviso foi um só. “Vocês podem não ir pro Maracanã e não fazer o show, mas vocês também não saem do Brasil, porque isto aqui não vai acabar bem“, declarou o empresário Paulo Marinho em um podcast. 

Carlinhos Brow viveu um dos momentos mais polêmicos de toda história do Rock in Rio e mais constrangedora também. Em 2001 o artista se apresentou sob o som de “vaias” constantes e ainda teve que lidar com copos e garrafas atirados no palco. 

Em 2001, outra situação bem tensa aconteceu nos bastidores. As bandas Skank, O Rappa, Raimundos, Cidade Negra, Jota Quest e Charlie Brown Jr. desistiram de se apresentar no festival. O motivo? Os artistas teriam se sentido desvalorizados por terem sido colocados para tocar muito cedo e ainda descobriram que a dupla Sandy e Júnior, que se apresentava no festival, havia recebido um cachê 5 vezes maior que eles. Na época, as bandas receberam R$ 20 mil. 

Em 2017, um dia antes de ter início o Rock in Rio, Lady Gaga, simplesmente desistiu de vir e desculpou-se com fãs brasileiros e explicou estar com fibromialgia. A banda Maroon 5 tocou no lugar.

Para encerrar, o cantor Drake que estava no auge do sucesso em 2019, proibiu a transmissão do show pelo Multishow, pouco antes de subir no palco. Isso gerou um grande mal estar, pois tudo estava acordado. Depois, Drake pediu desculpa e culpou a chuva forte pela decisão, pois não sabia o resultado do show e ficou com receio da transmissão ao vivo. 

Acontece que Boninho, tratou logo de dizer que isso era mentira e declarando que o cantor proibiu a transmissão muito antes da chuva e essa atitude foi desrespeitosa com os fãs brasileiros. 

Bem, a vigésima segunda edição está acontecendo. Grandes artistas, público comparecendo em peso e ótimas apresentações. Até agora a única polêmica que poderia existir, caiu por terra, a partir do momento que Justin Bieber calou a boca de todos e realizou uma grande apresentação, digna de um astro. 

Leia também:

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você está ciente dessa funcionalidade. Consulte nossa Política de Privacidade.