ExclusivoEx-reality defende Mamma e acaba com Mara Maravilha: ‘Frustrada’

Iza Potter defendeu Mamma Bruschetta, vítima de transfobia. A veterana da televisão teria sido tratado no masculino por Mara Maravilha

Adriel Marques
Colunista do EM OFF

Izabelli Potter, conhecida como Iza Potter, é mulher trans e influenciadora digital. A blogueira ganhou notoriedade como ex-participante do Cruzeiro Colorido, reality show comandado por Nicole Bahls. Revoltada com os últimos acontecimentos envolvendo Mara Maravilha, a personalidade da mídia conversou com este colunista e detonou a apresentadora. Defensora e parte da comunidade LGBTQIAPN+, a famosa desaprovou a postura da ex-contratada do SBT contra Mamma Bruschetta.

“Mara Maravilha não passa de uma frustrada. Ela é uma das mulheres mais infelizes pelo que eu percebo, que estão dentro da televisão brasileira ou que não mais. Eu só vejo Mara Maravilha quando é metida em polêmica ou quando é pra falar mal dos outros. Até porque pra falar mal dos outros ela serve muito bem e fica aí se escondendo atrás de fanatismo cristão. Não sei que igreja é essa que ela participa e que desrespeita o próximo, que não pode deixar o próximo ser feliz e diminuindo o próximo dentro do seu ambiente de trabalho”, disparou Iza Potter sobre a ex-funcionária de Silvio Santos.

• Saiba quem são os famosos apoiando Neymar após assumir traição
• Hospital não percebeu tumor no reto de Preta Gil
• Neymar pode ter mandado derrubar conta de suposta amante
• Cara de Sapato se interessa por Pétala Barreiros

Iza Potter aconselhou a veterana da televisão, vítima de transfobia, entrar com uma ação judicial após o ocorrido ser exposto na mídia: “Já sabendo que para pessoas trans e travestis é de extrema importância o ambiente de trabalho ser favorável com aquilo que a pessoa condiz, aquilo que a pessoa busca para suas felicidades. Uma delas é o ambiente de trabalho e já e notório que esse tipo de ataque vindo dela não me espanta. O que mais me espanta são as pessoas passando pano para transfobia e passando pano para crime. Porque transfobia é crime e o que ela está fazendo é crime!”.

“Invalidar o gênero da Mamma Bruschetta, usando pronomes ou chamando ela no masculino, é nada mais e nada menos que crime. É crime previsto na constituição e eu no lugar da Mamma metia um processo, ganhava e doava aí para alguma causa social. Já está na hora da Mara Maravilha se colocar no lugar dela e perceber que esse tipo de ataque feito contra comunidade trans e pessoas trans é crime!”, completou Iza Potter do Cruzeiro Colorido.

Sem papas na língua, Isa Potter mandou um recado afiado: “Essas pessoas só vão perceber quando tocarem no bolso delas. Aí ela vai ficar mais frustrada do que nunca, né? Quando colocam a sexualidade do marido dela em jogo, parte da comunidade LGBCis defende. Existe bissexualidade e existem outras coisas. Agora quero ver como vai ficar a comunidade LGBT sabendo que ela está atacando pessoas trans. Quero saber se vão defender, porque depois reclamam. O povo só sabe defender quando convém, ela não passa de uma frusturada. Ela vá procurar o que fazer!”.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você está ciente dessa funcionalidade. Consulte nossa Política de Privacidade.